EDITORIAS

Clima, tecnologia e produtividade, a voz do Campo!

Fechamos 2022 com uma economia turbulenta e volátil, mas iniciamos 2023 com o campo fortalecido. O produtor investiu em tecnologia, e a natureza, até o momento, fez a sua parte. Promessa de safra farta com elevado nível de produtividade.

Neste cenário de alta produtividade, a gestão do negócio faz toda a diferença. Conseguimos avaliar o resultado da produção agropecuária quando contabilizamos os investimentos, os custos operacionais e as receitas provenientes da atividade. Assim, as decisões se tornam mais assertivas. Qual cultura devo produzir, quando devo renovar um talhão, em que local plantar, quais insumos devo utilizar? Assim como a avaliação financeira do negócio, a gestão da operação também é fundamental. Registrar e controlar os insumos e as técnicas alocadas em cada atividade e avaliar o resultado gerado na produção são ações para identificar os componentes que geram mais resultados no seu modelo de negócio. Com base em números, “contabilidade”, o produtor consegue tomar decisões de substituição de insumos, culturas ou práticas que gerarão resultado econômico. Nesta edição, compartilharemos casos concretos de modelo de gestão de propriedades de cooperados.

Nossos produtores investiram fortemente nos canaviais, renovaram talhões degradados  e conduziram a soqueira com técnica agronômica de ponta para utilização racional de fertilizantes, defensivos e biológicos. Novas técnicas foram incorporadas: replantio georreferenciado, sistematização de plantio, pulverização localizada com drone, análise de imagens de satélite – exemplos de serviços executados pela Coopercitrus no campo. O resultado virá. Teremos ganhos significativos de produtividade!

A integração lavoura pecuária acelera ainda mais. Os diferenciais de preço do “Boi China” de três dentes exigem incorporação de tecnologia para abate de um gado jovem. Soja, milho, mix de cobertura e pecuária caminham juntos nas propriedades dos nossos cooperados. Cada agricultor possui seu modelo, mas fica cada vez mais evidente que a integração dessas atividades gera uma economia circular de resultados econômicos visíveis. Para atender a essa demanda, a Coopercitrus fortaleceu seu time de especialistas em grãos e pecuária, além de ter ampliado a oferta de serviços e insumos. O Circuito Técnico da Soja Coopercitrus apresentará casos reais de sucesso de modelos e técnicas para nossos cooperados.

Produtores de laranja estão novamente motivados com a recuperação do preço. O desafio nesse caso é agrícola. A convivência com doenças, como o Greening (HLB) e o Cancro Cítrico, exige o emprego de modernas técnicas agronômicas. Esse risco passa a ser uma oportunidade. Em alguns países, como nos EUA, os produtores não conseguiram manejar adequadamente essas doenças e reduziram a produção, o que abriu espaço para a produção de alta tecnologia no Brasil.

O café é um caso à parte. Após 2 anos com secas e geadas, a produção dele deve se recuperar. Mais uma vez a tecnologia fará a diferença: irrigação, plantio sistematizado, adensamento, orgânicos, biológicos são exemplos de técnicas e insumos amplamente empregados para ganhos de eficiência na atividade. Ser produtivo será vital para a sobrevivência em um cenário de queda de preço. A cooperativa está preparada para suportar os desafios da cafeicultura em 2023. A Revista Coopercitrus inovou e, a partir de 2023, utilizaremos uma plataforma digital com vídeos, fotos e artigos para aprofundamento e detalhamento dos temas apresentados. Manteremos a versão impressa, mas com o complemento da digital. Não deixem de conhecer!

ESPAÇO RESERVADO
PARA ANÚNCIOS

Compartilhar nas redes sociais